Monthly Archives: July 2018

Os entusiastas da NBA fazem os treinadores felizes. As chamas desaparecem, as garotas estão caçando de outra forma

Roxo é um homem de trinta e três anos que abandonou o ensino médio há anos. Hoje as celebridades são chamadas quando vêm a Miami e querem aproveitar a vida noturna da cidade.

Ele recebe uma mensagem, arruma uma mesa e depois encontra seus “conhecidos” na entrada secreta da entrada dos fundos do famoso clube LIV, em Miami. A passagem passa pelo Hotel Fontainebleau, em Miami Beach.

“Você já viu o filme Goodfellas? Quando o herói principal leva sua namorada no subsolo? As estrelas adoram essa passagem diretamente para o clube “, diz Purple. Seu companheiro de noite pode ser a estrela da NBA e a estrela de repente se revela em um grande clube com uma multidão de pessoas bem conhecidas e ricas.Confete caindo do teto, um alto-falante é ouvido música alta e um dos melhores DJ do mundo, que estava jogando naquela noite, invoca o nome da estrela no clube enquanto ela se estabelece com seus amigos para a melhor mesa.

A maioria disse em que as terras de tempo sobre a mesa uma garrafa de Hennessy Cognac, tequila Don Julio 1942 ou talvez champanhe Armand de Brignac, com cujos seis litros versão para noventa mil dólares norte-americanos era apenas neste clube fotografado Dirk Nowitzki depois de ganhar o título da NBA em 2011.

“Quando algumas pessoas vêm para Miami, eles sabem quem chamar”, continua roxo.

Stars por posando com seu relato instagramovém roxo incluem celebridades praticamente de todas as disciplinas.jogadores de basquete LeBron James e Scottie Pippen, Gucci Mane e cantores Justin Bieber, os jogadores da NFL Johnny Manziel e Odell Beckham Jr. e, claro, as celebridades semelhantes a Khloe Kardashian.

Para uma taxa, a soma de cinco figuras em dólares, os planos de noite roxo para a estrela para medir com precisão. Começando com bebidas e música e terminando com a sociedade das mulheres. -se roxo diz que o tratamento VIP.

que é a vida estrelas da NBA, onde o jogador pode gastar um monte de dinheiro rapidamente perder glória cobrado escândalo inesperado. Doce vida de jovens ricos. A única coisa que irá surpreendê-lo é que ele está se tornando cada vez menos.

Recentemente, a NBA acontecer coisas estranhas precisam ser alteradas uma tendência de longo prazo de equipas da casa sucesso.Na temporada 1987-1988, que ganhou a doméstica quase 70 por cento dos casos, e a pontuação média foi uma diferença de seis pontos. A maior parte do que já foi gravado. A vantagem desta era tão grande que, se até mesmo os piores equipes da liga ter jogado toda a temporada em casa, atacando o equilíbrio perfeito de 55 vitórias.

Uma década depois, o benefício caiu pela metade. Na temporada 1996-1997, as equipas da casa têm prevalecido apenas com uma taxa de sucesso de 57% ea diferença de pontuação entre o proprietário e os convidados são apenas dois pontos. Depois de estatísticas de longo prazo manteve cerca de 60% de sucesso ganha nesta temporada diminuíram novamente para 57% e continuou a cair para um mínimo histórico.

O que ele faz? Os juízes são melhor monitorados e melhor treinados para não sucumbir ao poder do ambiente de casa?Os espectadores são menos vocal do que costumavam, embora a maioria deles passar parte da partida com um telefone celular em sua mão? Tudo isso é possível, mas de acordo com Tom Haberstroh de treinadores ESPN e os jogadores concordam em uma coisa:. NBA atualmente mais sono e muito menos álcool bebida

Um dos gerentes gerais chamou a situação “tinderizací” NBA.

Sim, você leu corretamente. Tinderizace. De acordo com a aplicação de namoro. não jogadores já pelo gerente não precisa ir a clubes e beber durante toda a noite para se familiarizar com as meninas locais. O homem não tinha sequer sair de casa para encontrar uma empresa.

Se colocarmos de lado a consciência de jogadores e mulheres jovens que se reúnem com eles, a vida na estrada de forma mais eficiente do que nunca.Os jogadores não precisam passar horas em clubes e procurar uma empresa. “É verdade que você tem pelo menos duas horas de sono há mais de quinze anos. Você não precisa ir ao clube e comer alguma coisa antes de chegar ao hotel “, disse um dos jogadores da NBA a Haberstroh, que, é claro, não queria ser identificado.Ele também acrescentou que a NBA é mais do que Tinder usado por outra rede social Instagram.

NBA Dia jogador começa por volta das 09:30 pequeno-almoço equipe no hotel, impedindo-o agora pode apenas sete ou oito horas de sono, e mesmo assim o jogador de antemão, ele pode “curtir” a vela.

Graças estopa, Instagram e outros aplicativos podem ter uma data acordada antes de vir para a cidade e alguns telefonemas podem também organizar a ele por esperar mais tempo na sala.

Como mudado nos últimos anos de namoro, mudou e viajar na NBA.No passado, as equipes passaram a noite na cidade e voaram seu primeiro vínculo comercial matutino para outro destino, então muitos jogadores partiram para uma partida da cidade e foram direto da festa para o aeroporto.

Agora as equipes usam aviões particulares e voam imediatamente após a partida, a oportunidade para as partes está diminuindo.

“Os benefícios do ambiente doméstico foram altos graças aos voos comerciais. Agora você tem um lugar na festa a poucos quilômetros no ar logo após o jogo. A vida noturna foi diferente há anos atrás.”Se você deveria estar no aeroporto às seis e meia da manhã, não vale a pena ir para a cama”, diz Doc Rivers, um ex-jogador e agora treinador do Los Angeles Clippers. Se você fosse tornar-se um comercial Vôo junto com os jogadores da NBA, você veria os comissários de bordo usando muito álcool. Você podia ver o álcool mesmo depois da partida no vestiário, antes dos frigoríficos em vez da cerveja iônica cheia de cerveja.

O ex-jogador e treinador George Karl descreve como na década de 1970 seus companheiros de equipe beberam cerveja por um intervalo de meia hora. Naquela época, ainda se acreditava que a cerveja era hidratante e um dos dois tinha que ajudar com o intervalo. Mas os tempos mudam. Como os vôos comerciais desapareceram, o derramamento do avião desapareceu após o jogo. “Os jogadores começaram a levar sua profissão mais a sério.Eles sabem que são muito dinheiro e tentam se comportar de acordo. Eles têm um plano, eles querem ganhar o que eles alcançar e beber para ajudar “, diz Karl.

O álcool pode arruinar qualquer plano bem elaborado de jogadores profissionais. Nova Zelândia cientista Matthew Barnes da Universidade de Massey (mera coincidência de nomes de ladrões de basquete conhecidos) identificaram em seu estudo sobre o álcool é um veneno, e, consequentemente, diria a ele deve ser tratado.

“O álcool tem um efeito negativo sobre o desempenho atlético e para regeneração. beber em excesso ajuda a produzir inflamação, que, então, fazer alongamento e, possivelmente, rasgando músculos. Ele enfraquece o sistema imunológico por ser mais suscetível a infecções e doenças. E porque o álcool tem um efeito diurético, pode levar à desidratação.Além disso, mostra-se que uma perda de peso de apenas dois por cento devido à desidratação afeta significativamente o desempenho atlético “, escreve Barnes, em seu estudo.

De acordo com testes clínicos nos próximos dois dias depois de uma noite aumento do consumo de álcool tem um homem em um desempenho esportivo como doze anos mais velho.

o problema é com a abundância de sobrevoos de aeronaves. A humidade normal no ar é consideravelmente menor do que a humidade ambiente normal, em vez corresponde Sahara. Se um jogador durante o vôo ainda mantém grandes quantidades de álcool tem sobre ele mais influência do que no chão.

Em toda a influência desses estudos e várias palestras que levam a NBA para jogadores organizados, a partir do álcool tornou-se para muitos os jogadores da temporada são quase um tabu.Jogadores, portanto, ainda em algumas cidades, como Miami ou Los Angeles, ainda freqüentava clubes, mas dão-lhe mais atenção mais e com a quantidade de álcool consumido.

“Das oito equipes em que eu joguei, bebeu álcool no avião ninguém. Muitas equipes nem o têm preparado. Os jogadores são cuidadosos com seus corpos e suas carreiras. Cuide do seu corpo é mais importante para eles “, diz D. J. Augustin, vinte e nove quarterback Orlando.

John Lucas, ex-número um draft pick, e agora o Houston Rockets assistente técnico, sabe sobre a vida selvagem de seu jogador da NBA. Na década de oitenta ainda furiosa, além de álcool, cocaína. Quase terminou a carreira de Lucas quando ele foi encontrado março 1984 em um quarto de hotel deitado na sua própria urina depois de uma festa no centro de Houston.Rockets comprou-lhe o contrato, mas Lucas colocar em ordem e jogado mais seis temporadas.

Ele não foi o único exemplo. A batalha com drogas e álcool terminou a carreira de outra primeira seleção no projecto, David Thompson, que em uma boate no centro de Manhattan sob a influência ferido no joelho.

, Len Bias morreu mesmo uma overdose de cocaína apenas dois dias depois de ter sido selecionado no Draft 1986 NHL Entry em segundo lugar. Nesse mesmo ano, o chefe da NBA David Stern deu uma proibição vitalícia em jogar no seu concurso ex-astro Michael Ray Richardson, que foi testado positivo para cocaína.

“Os anos setenta e oitenta foram o destaque de cocaína e álcool era na NBA.” relembra George Karl.

Talvez tenha sido o auge de uma era, mas certamente não é o fim.Lucas, que está sóbrio há mais de trinta anos, conta histórias sobre a lenda do esporte Michael Jordan, que foi visto jogando no Atlantic City Casino antes de sua partida em Chicago pela segunda rodada da Conferência Leste de 1993 contra o New York. O New York Times então escreveu que Jordan foi visto em frente ao cassino às três e meia da madrugada, negou a mensagem e disse que havia saído às onze horas da noite. ”

” Pense no que Michael fez e como isso afetaria a empresa hoje “, diz Lucas.

Ou lembre-se do ano de 1997, quando as estrelas de Houston Charles Barkley e Clyde Drexler foram ao bar antes do jogo em Orlando.Barkley disse depois de uma briga um homem através da vitrine de vidro e foi posteriormente preso por cinco horas antes de fiança seis mil dólares americanos.

Sobre este incidente, não há nenhum vídeo. Portanto, não foi gravado em Snapchat, Facebook ou Instagram, a Apple não introduzir o iPhone mais cedo do que dez anos após o incidente. Deve LeBron não chamar esta história em janeiro no contexto de discutir com Barkley através da mídia, as pessoas já não seria nunca pensei

Por isso levanta pergunta óbvia:. Faria Barkley nunca em um bar, se jogado hoje, e não vinte anos atrás? Os jogadores saiu à noite com tanta frequência se eles sabiam todos os seus incidente provavelmente enviados para a Internet e as viagens ao redor do mundo em poucos minutos?

Atualmente, estamos apenas um pouco mais esperto do que antes.Tiro de médio alcance? Erro Quando colocamos uma cesta, vamos colocá-la tão simples quanto possível e para o maior número de pontos, assim que paga para atirar Houston Rockets – ou perto ou três pontos. Ir a festas é o mesmo que jogadores da NBA para atirar “longa deuce” – ineficaz.

Sean Marks, gerente geral do Brooklyn, a própria NBA jogou onze temporadas, além disso, assinala que há coisas que os jogadores simplesmente não pode dar ao luxo de arriscar.

“eles não vão passar as mesmas coisas mais cedo. Os jogadores estão recompensando fortemente suas marcas para arriscarem alguns problemas. Patrocinadores tem fotos de partes não podem tolerar “, disse Marks.